top of page
  • Foto do escritorJornal comunidade SC

Diretoria de Vigilância em Saúde capacita Agentes de Endemias de São José


Não há trégua no combate ao mosquito Aedes Aegypti em São José. São várias ações que envolvem toda a estrutura das Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica do município. Todo esse esforço contínuo passa também pela capacitação dos agentes de Endemias. São eles que percorrem as ruas, orientam a população e notificam os casos de focos do mosquito e condutas que possam levar à proliferação do mosquito.


Durante três dias, mais de 50 agentes de Endemias participaram de uma formação técnica. A capacitação falou sobre o "Poder de Polícia Administrativa para lavratura de auto de intimação relacionada às medidas específicas de enfrentamento do mosquito Aedes Aegypti". Ou seja, capacitar os agentes para realizarem o auto de intimação necessário em cada ocorrência. "Vale lembrar que, desde o início do ano, existe um decreto de situação de emergência em saúde em São José por causa do Aedes Aegypti", lembra a diretora de Vigilância em Saúde, Mabel Cristina Ziegler. "Por isso, a importância em fortalecer toda essa operação para evitar novos aumentos no número de focos do mosquito", afirma Mabel.


Para a gerente de Endemias da Vigilância Epidemiologia, Sirleia Aparecida da Silva, a capacitação dá autonomia aos agentes, tornando mais eficaz o trabalho desses profissionais. "A partir de agora, os agentes tem o papel de orientar, notificar e lavrar o auto de intimação", explica Sirleia. "Após a orientação, o agente notifica o proprietário e dá um prazo para que ele realize as adequações necessárias. Se esse prazo não for cumprido, a Vigilância Sanitária lavra o auto de intimação e emite a multa a partir deste documento", explica a gerente de Endemias.


O novo procedimento já está em vigor. A fiscalização segue intensa para prevenir a proliferação do mosquito. A estratégia é aproveitar os meses de inverno, época na qual são registrados menos casos de dengue, para reforçar uma verdadeira operação de guerra. "Nosso exército está todo mobilizado. Não podemos perder uma única batalha sequer para o Aedes Aegypti", reforça a diretora de Vigilância em Saúde, Mabel Cristina Ziegler. "Temos a Vigilância Sanitária, Epidemiológica e a Diretoria de Vigilância em Saúde unidas contra a Dengue em São José. E contamos com toda a população também", afirma Mabel.


22 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page